quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Lutas e Dificuldades




E ele disse: Vai, e vê onde ele está, para que envie, e mande trazê-lo. E fizeram-lhe saber, dizendo: Eis que está em Dotã.


Então enviou para lá cavalos, e carros, e um grande exército, os quais chegaram de noite, e cercaram a cidade.
E o servo do homem de Deus se levantou muito cedo e saiu, e eis que um exército tinha cercado a cidade com cavalos e carros; então o seu servo lhe disse: Ai, meu senhor! Que faremos?
E ele disse: Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles.
E orou Eliseu, e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o SENHOR abriu os olhos do moço, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu.
(2 Reis 6.15-17)

Texto tirando do livro : Simplesmente como Jesus - Max Lucado


Deus nunca prometeu nos tirar de nossas lutas. Ele promete, contudo, mudar nossa maneira de encará-las.


O apóstolo Paulo dedica um parágrafo sobre dificuldades, problemas, sofrimentos , fome, nudez, perigo e morte violenta. Estes são exatamente as grandes dificuldade que esperamos escapar. Pàulo, contudo, declara o valor deles. “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou” (Rm 8.35-37. Nós prefiriríamos uma outra expressão. Optaríamos por “separados de todas estas coisas”, ou “longe de todas estas coisas”, ou mesmo “sem todas estas coisas”. A solução não é evitar as dificuldades mas mudar a maneira como encaramos as nossas dificuldades.


Deus é capaz de corrigir sua visão.

Ele pergunta: “Quem fez a boca do homem? Ou quem fez o mudo, ou o surdo, ou o que vê ...” Então completa: “Não sou eu, o Senhor?” (Êx 4.11)

Deus permitiu de Balaão enxergasse o anjo, que Elizeu enxergasse o exército, que Jacó enxergasse a escada, e que Saul enxergasse o Salvador.

Mais de um indivíduo fez o mesmo pedido que o homem cego fez: “Mestre, que eu tenho vista” (Mc 10.51). E mais de um foi despedido com uma visão clara.

Quem é que diz que Deus não fará o mesmo por você ?