sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Ovelhas não se sujam


Uma vez, uma ovelhinha que sempre passava com sua mãe em frente a um chiqueiro a caminho do pasto, viu que porcos se divertiam tanto rolando na lama que um dia a pediu à mãe que a deixasse pular a cerca e “chafurdar” na lama. A mãe respondeu que não.
A ovelinha pergunta: “Por que não?”
A mãe respondeu: “Porque ovelhas não chafurdam.”
A ovelinha não se contentou e desobedeceu. Assim que a mãe se afastou, a ovelinha pulou para o chiqueiro. Sentiu a lama fria em seus pés, pernas e barriga. Até que achou que já era hora de voltar para junto da mãe, mas não conseguiu! Estava presa! Lama e lã não combinam. Seu prazer havia se transformado em prisão.
A ovelinha estava presa em conseqüência de sua tolice. Foi resgatada por um lavrador e limpa voltou ao aprisco. A mãe disse: “Não se esqueça: ovelhas não chafurdam!” Somos ovelhas e não podemos nos misturar à lama deste mundo. Os prazeres nos aprisionam e nem sempre seremos resgatados. Não pule a cerca! Não se misture com porcos! Permaneça no aprisco do Senhor!

Texto retirado de Estudos Cristãos