segunda-feira, 5 de março de 2012

Todas as coisas cooperam para o bem ...


“Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daquele que são chamados segundo o Seu propósito” – Rom 8.28


Deus usa as circunstâncias para desenvolver o nosso caráter.

Deus utiliza os problemas para trazê-lo para perto de si. Suas mais íntimas e profundas experiências de adoração ocorrerão provavelmente nos dias mais sombrios, quando seu coração estiver partido, você se sentir abandonado, não tiver mais nenhuma opção, a dor for intensa e você buscar somente a Deus. É durante períodos de sofrimento que aprendemos a fazer nossas orações mais sinceras, autênticas e honestas para com Deus.
Quando sentimos dor física ou emocional, não temos disposição para orações superficiais.
Quando a vida é um mar de rosas, podemos passar o tempo adquirindo conhecimentos sobre Jesus, imitando-o, citando-o e falando sobre ele. Mas é somente ao sofrer que conhecemos Jesus. No sofrimento, aprendemos coisas a respeito de Deus que não podemos aprender de nenhuma outra forma.
Os problemas nos forçam a olhar para Deus e a depender dele em vez de confiar em nós mesmos. Você nunca saberá que Deus é tudo o que você precisa até que Ele seja tudo o que você tiver. Independente da causa, nenhum dos seus problemas poderia acontecer sem a permissão de Deus. Tudo o que ocorre a um filho de Deus é filtrado por Ele, e Ele pretende usar tudo isso para o bem, mesmo que o inimigo e outros tencionem usar para o mal.
Uma vez que Deus está soberanamente no controle, acidentes são apenas circunstâncias do plano de Deus para você. Como todos os dias de sua vida foram escritos no calendário de Deus antes que você nascesse. Tudo que acontece com você tem significado espiritual. Tudo! “Sabemos que Deus age em todas as coisas, de modo que trabalhem em conjunto para o bem dos que amam e são chamados de acordo com o seu propósito. Pois Deus conhecia de antemão as pessoas e as escolheu para se tornarem iguais a seu Filho”. Rom. 8.28,29 O propósito de Deus é maior que nossos problemas, nosso sofrimento e até mesmo nossos pecados. Tudo que Deus deixa acontecer na nossa vida é permitido por causa desse propósito!

O plano de Deus para nossa vida envolve tudo que nos acontece – erros, pecados e mágoas. Ele inclui doenças, dívidas, acontecimentos infelizes, divórcio e a morte de pessoas queridas. Deus pode fazer o bem aflorar da pior perversidade. Ele fez isso no calvário.
Não de forma isolada ou independente; os fatos de sua vida agem em conjunto, conforme o plano de Deus. Não são atos isolados, mas partes interdependentes do processo que o tornarão semelhantes a Cristo. Para fazer um bolo, você utiliza farinha, sal, ovos crus, açúcar e óleo. Comidos isoladamente, cada ingrediente é bastante desagradável ou mesmo amargo. Mas asses junto, se tornarão deliciosos. Se você der a Deus todas as suas experiências horríveis e desagradáveis, ele misturará para que se tornem agradáveis.
Visto que Deus tenciona torná-lo semelhante a Jesus, ele o fará passar pelas mesmas experiências que Jesus passou. Isso inclui solidão, tentação, pressão, críticas, rejeição e muitos outros problemas. Porque Deus nos eximiria de passar por aquilo que permitiu que seu próprio Filho passasse?
Deus vence o mal com o bem, o ódio com o amor e a morte com a ressurreição.
No caminho do amadurecimento espiritual, cada tentação se torna um degrau, em vez de uma pedra de tropeço, quando você se dá conta de que é uma oportunidade tanto para fazer a coisa certa quanto a errada. A tentação apenas apresenta a escolha. Toda vez que você escolhe fazer o bem em vez de pecar, está desenvolvendo o caráter de Cristo. Deus desenvolve o fruto do Espírito em sua vida, permitindo que você passe por situações nas quais é tentado a exteriorizar uma característica exatamente oposta! O desenvolvimento do caráter sempre envolve uma escolha, e a tentação supre a oportunidade”.

Texto tirado do site Estudos Cristãos